Planos vão cobrir tratamentos em Urgent Care Centers

Wilson Smith

Urgent

Diante do enorme volume de pacientes nos hospitais do leste de Massachusetts, o Departamento de Saúde Pública (DPH) do estado lançou uma iniciativa na semana passada para aliviar a pressão sobre os sobrecarregados departamentos de emergência, realocando os pacientes para centros de cuidados urgentes.

De acordo com um memorando do DPH, divulgado em 26 de junho, até o final de setembro as seguradoras de saúde do estado cobrirão o tratamento em centros de atendimento de urgência, mesmo que as instalações estejam fora de sua rede de cobertura. As seguradoras pagarão 135% da taxa de reembolso do Medicare para pacientes que foram atendidos fora do plano nas redes de atendimento em todos os atendimentos urgentes a leste do condado de Worcester, disse Michael Caljouw, vice-presidente de assuntos governamentais e regulatórios da Blue Cross Escudo Azul de Massachusetts.

Foi decidido não cobrar dos pacientes o saldo restante após o reembolso do seguro. “O que o DPH não fez tem sido mencionado anteriormente, o departamento de saúde está tentando preventivamente garantir que todos os pacientes estejam cientes dos recursos que eles oferecem, além do pronto-socorro”, disse Jim Brennan, presidente da Massachusetts Urgent Care Association.

Os hospitais de urgência são equipados para lidar com emergências médicas menos extensas, disse Brennan. “Para tosse, resfriado, febre, suturas noturnas, podemos cuidar disso”, disse ele.

Cerca de 200 atendimentos urgentes em Massachusetts têm um tempo médio de resposta de uma hora, disse Brennan, e custam um quinto do preço de um departamento de emergência. Ele estimou que cerca de 40 a 50 por cento do volume de pacientes de um departamento de emergência poderiam ser atendidos em um atendimento de urgência.

O DPH propôs uma iniciativa como um esforço para enfrentar os meses mais movimentados do verão. “Este acordo ajudará a reduzir a superlotação e as esperas mais longas por atendimento, já que o volume do departamento de emergência é normalmente alto durante os meses de verão”, escreveu Olivia James, porta-voz do Escritório Executivo de Saúde e Serviços Humanos, em uma carta descrevendo a mudança de política.

Termos

Compartilhe

ADVERTISE

Nossa Revista

V12 - 2019 | Nº 78
V12 - 2019 | Nº 78

REDES SOCIAIS

Últimas Notícias