Carta aberta para os meus filhos

Manoela Maia McGovern

59960350_2406577799563555_5106171809443610624_n

Daniel e Benjamin,

quando vocês pensarem na infância eu espero que vocês lembrem que eu dei o meu melhor.
Provavelmente eu me preocupei exageradamente, falhei diversas vezes e com certeza não fiz muitas coisas do jeito que elas deveriam ter sido feitas, mas que eu não esqueci de ensinar sobre bondade, gratidão, amor, compaixão e honestidade.  Até nos momentos em que eu tive que aprender com os meus próprios erros, o meu amor por vocês foi o suficiente para me fazer continuar, mesmo quando as coisas pareciam não ter esperança, ou depois de levar uma rasteira da vida.  

Por favor,  lembrem-se de que vocês não seguiram apenas os meus passos, mas que também caminharam ao meu lado e conquistaram muito além do que eu poderia ter sonhado. E que para mim não importa qual o caminho que vocês trilharam, eu sei que vocês foram capazes de fazer as melhores escolhas. E nunca se esqueçam que entre todas as coisas que eu já fiz na vida, ser mãe de vocês sempre será a minha maior realização… basta olhar para vocês para enxergar que eu consegui ser bem sucedida nessa missão.

Dan e Ben, lembrem-se de mim como uma mãe que nunca foi perfeita, mas amou intensamente, que nunca desistiu de lutar e, que no fim acabou dando a volta por cima.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

18 − cinco =

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved