Travessias pela fronteira continuam a cair, com exceção dos mexicanos

Marcony Almeida

ago (21)

O número de imigrantes sob custódia ao longo da fronteira EUA-México diminuiu pelo oitavo mês consecutivo em janeiro, mas as passagens não autorizadas por cidadãos mexicanos estão aumentando, de acordo com autoridades da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, sigla em inglês).

O comissário interino do CBP, Mark Morgan, disse à imprensa, ontem, que as autoridades dos EUA prenderam ou consideram “inadmissíveis” 36.679 migrantes em janeiro, uma queda de 10% em relação a dezembro. Contudo, ele disse que o número de adultos mexicanos sob custódia aumentou 32% em relação ao mesmo período do ano passado, uma mudança que ele atribuiu aos contrabandistas “que lutam para criar novas táticas” à medida que o número total de migrantes cai.

“Embora esse número represente o oitavo mês consecutivo de queda, as organizações de contrabando estão mudando suas táticas”, disse Morgan. “Eles estão olhando para outros grupos vulneráveis”.

Morgan disse que, no período do ano passado, aproximadamente 61% dos migrantes encontrados pelos funcionários americanos eram dos países do triângulo norte – Guatemala, Honduras e El Salvador. “Agora, oito meses depois, esse mesmo percentual, cerca de 61%, são na verdade cidadãos mexicanos”, disse Morgan.

Morgan atribuiu o declínio geral às políticas de imigração do governo Trump, que, segundo ele, permitiram às autoridades deportar rapidamente 95% dos migrantes encontrados ao longo da fronteira EUA-México, incluindo dezenas de milhares de requerentes de asilo da América Central que foram enviados para cidades fronteiriças mexicanas para aguardar suas audiências nos EUA.

“Se encontrarmos você, estando de maneira ilegal neste país, você não poderá retornar aos Estados Unidos”, disse ele. “Você será imediatamente removido e devolvido.” Embora a migração esteja em declínio, Morgan previu que outro afluxo de migrantes é possível, devido a tendências “sazonais”. Em maio do ano passado, um número histórico de crianças e famílias foi preso ao longo da fronteira, sobrecarregando as autoridades fronteiriças e a infraestrutura de imigração dos EUA.

Termos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

treze − 8 =

Fechar Menu