Governo brasileiro: separação de famílias na fronteira dos EUA é preocupante

Marcony Almeida

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil emitiu nota sobre a separação de pais e crianças na fronteira dos Estados Unidos e México, e diz acompanhar o “preocupante problema de perto”. No comunicado, o Ministério informa que “o governo brasileiro acompanha com muita preocupação o aumento de casos de menores brasileiros separados de seus pais ou responsáveis que se encontram sob custódia em abrigos nos Estados Unidos, o que configura uma prática cruel e em clara dissonância com instrumentos internacionais de proteção aos direitos da criança”.

Ainda de acordo com o comunicado, o Itamaraty informa que orientou os consulados do Brasil nos Estados Unidos a reforçarem as medidas que já vêm sendo adotadas nos últimos anos para a proteção consular aos menores de nacionalidade brasileira, entre as quais:

a) mapeamento de todos os abrigos ao redor do país para a identificação de novos casos;

b) intensificação do monitoramento e da assistência consular aos menores, com visitas regulares;

c) orientação a pais/responsáveis de ações legais que podem ser impetradas com vistas à recuperação da guarda e reunificação familiar;

d) realização de campanhas de esclarecimento, em coordenação com os conselhos de cidadãos brasileiros nos Estados Unidos, sobre os riscos da travessia pela fronteira, em especial com menores de idade;

e) coordenação e intercâmbio de informações com as repartições consulares dos demais países emissores de emigrantes.

Segundo o Ministério, “o governo brasileiro mantém consultas regulares sobre temas consulares com o governo norte-americano”.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved