Estado e empresários se unem contra tráfico de sexo em Boston

Marcony Almeida

(052918 Boston, MA) AG Maura Healey and Mayor Marty Walsh are joined by business leaders and local advocates to announce a zero tolerance workplace policies on sex buying during a press conference at the AG's office in Boston on Tuesday,May 29, 2018. Staff Photo by Nancy Lane

Empresários de Massachusetts em parceria com a Procuradoria-Geral do estado e a Prefeitura de Boston lançaram, ontem (29), uma aliança para acabar com aquilo que eles chamam de “mercado criminoso do sexo” no estado. A iniciativa, intitulada Employers Against Sex Trafficking (EAST), é liderada pelo prefeito, Martin Walsh, e a Procuradora-Geral, Maura Healey, junto com 23 das maiores empresas do estado, e chamam para tolerância zero contra aqueles que se beneficiam do mercado do sexo, principalmente durante o horário comercial de trabalho.

Segundo a Procuradora-Geral, Maura Healey, o maior “pico” de consumo de sexo pago em Massachusetts acontece durante o horário comercial, entre 1h e 2h da tarde, no centro de Boston, por homens de classes média e alta. “São aqueles geralmente casados e que compram sexo online, utilizam os hotéis da cidade, e cometem crimes que suas famílias e empregadores não têm conhecimento”, disse.

Os empresários, por sua vez, decidiram então agir e mandar uma mensagem aos seus empregados. Quem for pego utilizando os computadores, carros ou telefones das empresas, e no horário de trabalho, com prostituição vai ser demitido ou demitida e denunciados às autoridades policiais.

“Não podemos acabar com a indústria do sexo se não acabarmos com a demanda por esses serviços criminosos”, disse o prefeito Walsh. “Exploração sexual dos indivíduos mais vulneráveis da nossa comunidade precisa acabar. Precisamos unir forças entre estado e líderes empresariais para aumentar a educação sobre o problema, criar espaço para as vítimas e outros denunciarem, e implementar regras de tolerância zero para punir qualquer um dos nossos funcionários que sejam pegos fazendo isso”, disse o Presidente e CEO do Eastern Bank, Robert F. Rivers.

Num estudo em 2016, intitulado Demand Abolition, havia uma estimativa de mais de 20 mil anúncios na internet recebendo cerca de 52 respostas, por dia, em Massachusetts. O estudo também indicou que haviam mais de 9 mil procuras online por sexo em Boston, diariamente.

As empresas e instituições que assinaram o novo pacto de tolerância zero são:

AECOM

The Alliance for Business Leadership

Blue Cross Blue Shield of Massachusetts

Boston Children’s Hospital

CTP Boston

Deloitte

Delta Dental

Denterlein

Dunkin Brands

Eastern Bank

Fishing Partnership

Google

Greater Boston Chamber of Commerce

Grossman Marketing Group

Harvard Pilgrim Health Care

Hillcrest Educational Foundation

IBM

InkHouse

Korn Ferry

Massachusetts Business Roundtable

MassChallenge

MITRE

Tufts Health Plan

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved