Taxa de mortalidade por overdose aumentou quase 10% em 2021

Wilson Smith

AGO (1)

A comissária de saúde pública de Massachusetts disse hoje, que rastreou um aumento “problemático” na taxa de mortalidade por overdose de opióides, entre 2020 a 2021 no estado. A comissária Margret Cooke apresentou os últimos dados sobre o aumento de overdoses em uma reunião do Conselho de Saúde Pública, dizendo aos membros que a taxa de mortalidade por 100 mil habitantes subiu para 32,6% no ano passado.

Cooke afirmou que “Isso infelizmente, é um aumento de 9% em relação a 2020, embora 9% seja significativamente menor do que as tendências nacionais, mesmo assim é problemático para Massachusetts e para o nosso país. Os dados preliminares de 2022 que incluem mortes confirmadas por overdose de opióides e aquelas estimadas por meio de um processo de modelagem oferecem algumas notícias levemente encorajadoras”, revelou a comissária.

De acordo com Margret Cooke, o número estimado de mortes nos primeiros três meses do ano é 4% menor do que no mesmo período de 2021, embora reconheça que os números iniciais provavelmente mudarão à medida que informações mais completas estiverem disponíveis. Os dados mais recentes mostram uma alta presença do poderoso opióide sintético fentanil em overdoses fatais, ao analisar as mortes por gênero, raça e etnia foi identificada “tendências preocupantes”.

A comissário acrescentou que a taxa de mortalidade por overdose relacionadas a opióides em 2021 para residentes nativos americanos/nativos do Alasca foi mais de três vezes maior que a média do estado. Cooke destacou uma parceria entre o Bureau of Substance Addiction Services do Department of Public Health’s Bureau of Substance Addiction Services e o UMass Boston’s Institute para estudos nativos americanos da Nova Inglaterra que se concentram na educação e prevenção culturalmente apropriadas.

 

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp