Sistema hospitalar de Massachusetts fica sem leitos de UTI devido ao COVID

Fabiano Latham

ago (13)

O maior sistema hospitalar de Massachusetts, o UMass Memorial Health, ficou sem leitos de terapia intensiva nesta Quarta-feira, pois os pacientes gravemente doentes com problemas crônicos de saúde e aqueles afetados com COVID-19 sobrecarregaram os prestadores de cuidados de saúde.

Dr. Eric Dickson, presidente e executivo-chefe do sistema, descreveu a situação como terrível, mas disse que os pacientes estão recebendo os cuidados de que precisam. UMass tem hospitais em Worcester, Marlborough, Leominster e Southbridge. “ Fui médico de emergência em Worcester por três décadas e nunca vi uma situação tão ruim como esta”, disse Dickson.

Os prestadores de cuidados de saúde em todo o estado estão enfrentando uma série de novas pressões ao mesmo tempo, incluindo uma grave escassez de trabalhadores e um influxo de pacientes não COVID que adiaram o atendimento e agora requerem tratamento intensivo. A pandemia também gerou uma crise de saúde mental, que levou uma enxurrada de crianças e adultos aos departamentos de emergência em busca de ajuda, antes de receberem tratamento psiquiátrico.

“Os hospitais em todo o estado estão novamente enfrentando significativos desafios de capacidade, com o COVID-19 sendo apenas uma pequena parte da equação”, disse Steve Walsh, presidente e executivo-chefe da Massachusetts Health & Hospital Association.

O Painel de Dados Interativos COVID-19 do estado mostrou na noite de Quarta-feira que havia 618 pacientes COVID-19 hospitalizados em todo o Estado em Massachusetts, incluindo 209 pessoas que foram totalmente vacinadas quando contraíram o vírus.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *