Proprietário da Ferry Street Auto Sales, em Everett, é acusado de evasão de impostos e fraude

Marcony Almeida

Ferry

A promotora distrital de Middlesex, Marian Ryan, o comissário do Departamento de Receita de Massachusetts, Geoffrey E. Snyder, e o Chefe de Polícia de Everett, Steven Mazzie, anunciaram que Clesio Beninca, 56 anos, de Revere, foi indiciado, no início dessa semana, no Tribunal Superior de Middlesex por seis acusações de furto acima de US$ 1.200. As acusações incluem evasão fiscal e destruição maliciosa de propriedade em conexão com a operação da Ferry Street Auto Sales, uma concessionária de carros usados ​​localizada em Everett, e Glendale Auto Brokers, outra concessionária de carros usados ​​que ele anteriormente operava em Everett.

O magistrado assistente, Daniel Flaherty, estabeleceu fiança em US$ 3.500, e ordenou que o réu entregasse seu passaporte e não solicitasse um novo, assinasse uma renúncia de rendição, e restrinja viagens aos estados da Nova Inglaterra. Como resultado da investigação conjunta das autoridades, descobriu-se que seis pessoas teriam sido vítimas de operações fraudulentas na concessionária de veículos usados.

As alegações incluem que o réu vendeu carros a clientes por um preço, mas fez com que os pedidos de empréstimo/financiamento fossem apresentados a um credor com o preço de venda acima da venda. Isso resultou em formulários falsos no arquivamento junto à Register of Motor Vehicle, que relatou os preços de venda muito mais baixos do que de fato eram.

O réu também teria levado mais de US$ 70.000 de uma vítima que teria investido para compras de veículos com a promessa de que o dinheiro seria devolvido a ela. Em vez disso, o réu vendeu os carros sem devolver nenhum dinheiro à vítima. O acusado, também, vendeu veículos que tinham ônus sobre o título, impossibilitando os veículos de serem registados ou utilizados pelos novos proprietários, e em uma ocasião vendeu o veículo de uma vítima em leilão prometendo remeter os lucros, mas, em vez disso, foram aplicados à dívida do acusado junto aos leiloeiros.

“Este réu é acusado de ter usado repetidamente seus negócios para atingir e fraudar as vítimas e o povo de Massachusetts”, disse a promotora Ryan, num comunicado à imprensa.

“Meus cumprimentos vão para os investigadores, e estou feliz por termos conseguido responsabilizar Beninca por tirar vantagem e trair a confiança de membros de nossa comunidade imigrante”, disse o chefe de polícia de Everett, Steven Mazzie. No total, alega-se que o réu fraudou o estado em US$ 86.000 em impostos sobre vendas, além de ter fraudado seis indivíduos em mais de US$ 130.000.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp