Pessoas acima de 65 anos e com certas enfermidades serão elegíveis para vacinas COVID-19

Marcony Almeida

ago1

As autoridades estaduais estão quase dobrando o número de residentes de Massachusetts que são elegíveis para as injeções do COVID-19, anunciando que os residentes com idade entre 65 e 74 anos e aqueles com duas ou mais condições crônicas de saúde podem agendar consultas de vacina a partir de amanhã.

Os novos grupos elegíveis, que também incluirão residentes e funcionários em residências públicas e privadas para idosos que não fizeram parte dos estágios anteriores de vacinação, totalizam cerca de 1 milhão de pessoas. Dos 1,1 milhões que já são elegíveis, cerca de 850.000 receberam as primeiras doses das vacinas de duas doses.

A Secretária Estadual de Saúde e Serviços Humanos, Marylou Sudders, disse à imprensa que as autoridades decidiram expandir a elegibilidade agora porque mais da metade dos residentes com mais de 75 anos, o maior grupo que agora se qualifica, já foram vacinados com suas primeiras doses. Essa é uma porcentagem maior do que a média nacional, disse ela.

Sudders também disse que funcionários do governo Baker receberam informação do governo federal que, após semanas sendo limitado a remessas semanais de 108.000 primeiras doses, Massachusetts começará a receber 139.000 primeiras doses por semana, a partir desta semana, com as doses extras vindas do fabricante da vacina Pfizer-BioNTech.

Mas ela pediu paciência, alertando que os suprimentos maiores quase certamente não serão suficientes para vacinar todos aqueles que desejam injeções imediatamente. “Dada a oferta restrita, pode levar mais de um mês para cada indivíduo [em grupos recém-elegíveis] conseguir uma consulta”, disse Sudders.

Ela também disse que o estado está expandindo a lista de comorbidades oficialmente reconhecidas que colocam os residentes em maior risco de contrair COVID-19, um vírus respiratório, para incluir asma moderada e grave.

Outras condições médicas qualificáveis ​​são câncer; doença renal crônica; doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC); Síndrome de Down; problemas cardíacos (como insuficiência cardíaca, doença arterial coronariana ou cardiomiopatias); estado imunocomprometido de transplante de órgão sólido; obesidade; obesidade severa; gravidez; anemia falciforme; fumar; e diabetes mellitus tipo 2.

Mas o anuúncio não se aplicará a 20 cidades com casos de coronavírus: Boston, Brockton, Chelsea, Everett, Fall River, Fitchburg, Framingham, Haverhill, Holyoke, Lawrence, Leominster, Lowell, Lynn, Malden, Methuen, New Bedford, Randolph, Revere, Springfield e Worcester. Essas comunidades são cobertas por uma nova iniciativa estadual que visa facilitar a imunização de pessoas em cidades e municípios afetados de forma desproporcional pela pandemia.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

2 + um =