OMS anuncia nova variante do coronavirus, e diz ser “preocupante”

Marcony Almeida

COV

A Organização Mundial de Saúde rotulará a nova variante COVID-19 como uma “variante de preocupação”, após reunião, hoje, do Grupo Técnico Consultivo da OMS sobre a evolução do vírus SARS-CoV-2 (TAG-VE).

“Houve uma reunião, hoje, com membros da OMS e o grupo de trabalho técnico sobre a evolução do vírus, e foi acordado classificar esta variante como uma ‘variante de preocupação’”, disse à imprensa a oficial técnica do Escritório Regional da OMS para a África, Dra. Mary Stephen.

Os conselheiros recomendaram que a OMS designasse a variante como “preocupante”, referindo-se ao grande número de mutações da variante, possivelmente um risco aumentado de reinfecção e outras evidências.

Um comunicado divulgado pela OMS acrescentou que a nova cepa receberá o nome de Omicron. “Com base na evidência apresentada indicativa de uma mudança prejudicial na epidemiologia COVID-19, o TAG-VE aconselhou a OMS que esta variante deveria ser designada como um VOC, e a OMS designou B.1.1.529 como um VOC, denominado Omicron”, disse o comunicado.

A variante foi descoberta pela primeira vez pelas autoridades de saúde da África do Sul, e gerou uma reação vigorosa em todo o mundo, com vários países proibindo viajantes de países da África. Os Estados Unidos anunciaram, hoje, que estará suspensa a viajem ao país de cidadãos vindos da África do Sul e outros sete países do continente.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Leave a Reply

Your email address will not be published.