Médicos alertam sobre perigos da Imigração à saúde de pacientes

Marcony Almeida

MGH

Médicos alertaram, ontem (19), que crianças em Massachusetts enfrentam riscos à saúde quando familiares indocumentados hesitam em procurar tratamento por medo de serem deportados, lançando apoio ao projeto de lei que limita a cooperação entre a polícia e agentes de imigração federal como um problema de saúde pública.

Os legisladores que pressionam pela aprovação do projeto de lei Secure Communities e os grupos de defesa de imigrantes reuniram especialistas médicos e assistentes sociais para um painel, onde os palestrantes contaram histórias sobre abusos que acoteceram com pacientes e a falta de atenção médica por causa da ameaça persistente da imigração.

Em um caso, a pediatra do Hospital Geral de Massachusetts, Fiona Danaher, disse que os prestadores sinalizaram preocupações de abuso contra uma criança hospitalizada, mas que o pai implorou para que não apresentassem o caso ao Departamento de Crianças e Famílias do estado, porque temia que a mãe da criança – uma cidadã norte-americana – o entregasse à Imigração.

“Podemos e devemos fazer melhor para proteger o bem-estar de nossos filhos”, disse Danaher. “A aprovação do Secure Communities Act é um primeiro passo crucial”. O projeto de lei impediria a polícia de perguntar sobre o status imigratório ou de colaborar com a Imigração em casos considerados não criminais. A aprovação do texto é incerta, e o governador Charlie Baker já disse que vetaria o projeto, se aprovado pelos legisladores.

Termos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

doze + 3 =

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved