Indocumentados são enviados à Martha’s Vineyard por governadores republicanos

Wilson Smith

MV

Líderes comunitários e políticos de Martha’s Vineyard lutaram, ontem (14), para garantir acomodações para cerca de 50 imigrantes que chegaram à ilha de avião. Eles foram enviados como parte de um “programa de realocação” de imigrantes, formado por governadores republicanos da Flórida e Texas. Os imigrantes chegaram à ilha sem saber onde estavam, depois de terem sido informados que iriam para Boston para acelerar a “autorização de trabalho” deles.

O gabinete do governador da Flórida, Ron DeSantis, confirmou que aviões com cerca de 50 pessoas foram enviados para Massachusetts, em nome do que o gabinete do governador chamou de “programa de realocação da Flórida, para transportar imigrantes ilegais para destinos santuário”.

“Atualmente, os imigrantes estão sendo deixados em Martha’s Vineyard por voos fretados do Texas. Muitos não sabem onde estão. Eles dizem que foram informados de que receberiam moradia e empregos”, disse o deputado estadual Dylan Fernandes, que representa a ilha, no Twitter. Fernandes acrescentou que não houve notificação, mas que os moradores estão se unindo para apoiá-los”. O Martha’s Vineyard Times informou que os imigrantes são da Venezuela e que o grupo inclui de 10 a 12 crianças.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp