Governo anuncia nova operação nacional de deportação

Marcony Almeida

imigra

Autoridades federais anunciaram uma nova operação nacional para prender milhares de membros de famílias indocumentadas, começando nesse domingo (14). A operação, apoiada pelo Presidente Trump, havia sido adiada há algumas semanas, em parte por causa da resistência entre os funcionários de sua própria agência de imigração.

As “batidas”, que serão conduzidas pela Agência de Imigração e Alfândega (ICE, em inglês) ao longo de vários dias, incluirão deportações “colaterais”, segundo os funcionários que falaram sob condição de anonimato ao jornal The Washington Post, por causa da etapa preliminar da operação. Nessas deportações, as autoridades poderão prender imigrantes que não estejam na lista do ICE, apesar de não serem alvos de procura.

Quando possível, familiares que forem presos juntos serão mantidos em centros de detenção familiar no Texas e na Pensilvânia. Mas devido a limitações de espaço, alguns podem acabar ficando em quartos de hotel até que seus documentos de viagem possam ser preparados. O objetivo do ICE é deportar as famílias o mais rápido possível.

As autoridades disseram que os agentes do ICE estão planejando prender pelo menos 2 mil imigrantes que foram deportados anteriormente – alguns como resultado da incapacidade de comparecer ao tribunal – mas que permaneceram no país ilegalmente. A operação deverá ocorrer em pelo menos 10 grandes cidades.

Termos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

16 − 9 =