Governador pede para que residentes atendam ao telefone para monitoramento

Marcony Almeida

BOSTON, MA: April 16, 2020: Massachusetts Governor Charlie Baker updates the media on Coronavirus in the state during a press conference at the Massachusetts State House in Boston, Massachusetts. (Nicolaus Czarnecki/Pool)

O governador Charlie Baker tinha uma mensagem simples, ontem, para os moradores que procuravam sua “chance de não se contaminar” com o COVID-19: atender o telefone. Aparentemente, muitas pessoas não estão fazendo isso.

Baker, juntamente com parceiros locais e organizações sem fins lucrativos, lançaram o primeiro programa de monitoramento de contatos de pessoas infectadas no estado,  e disse que o esforço de monitoramento se tornará ainda mais importante para identificar os pontos críticos e acompanhar a propagação do vírus, à medida que as empresas começarem a reabrir.

As autoridades, no entanto, disseram que menos de 50% das pessoas diagnosticadas com COVID-19 e seus contatos próximos estão atendendo seus telefones na primeira tentativa do monitoramento de contato para alcançar esses indivíduos e ajudá-los a se auto-isolar.

“Se você receber uma ligação ou uma mensagem do seu departamento de saúde local ou da equipe COVID, é vital que você atenda”, disse Baker.

O governador acrescentou, “à medida que vemos a curva se achatar, podemos começar a pensar em permitir que algumas empresas retomem suas operações, e queremos também reforçar isso aumentando a importância dos testes e do monitoramento de contatos”.

Apesar dos novos dados preocupantes divulgados na quarta-feira, mostrando um nível elevado de testes positivos em 28%, bem como o aumento nas mortes e hospitalizações do COVID-19, Baker disse que a previsão para uma semana em Massachusetts ainda é positiva à medida que o estado avança para uma possível data de reabertura em 18 de maio para alguns tipos de negócios.

Na semana passada, menos de 16% de todos os testes realizados foram positivos para o coronavírus, que segundo o governador, é o menor já registrado em relação a qualquer momento de abril.

No início do dia, o governo havia divulgado orientações de atualização para permitir a reabertura dos campos de golfe em uma capacidade limitada, e nesta semana eles autorizaram o retorno de um pequeno número de funcionários a algumas lojas para atender pedidos on-line e por telefone.

“O primeiro passo associado à reabertura, onde um número limitado de negócios e atividades pode ser retomado sob novas condições, não pode começar, a menos que vejamos provas concretas e sustentáveis ​​de queda em muitos desses índices de assistência médica”, disse Baker.

Os dados que o governador disse que está monitorando incluem taxas de hospitalização, capacidade de UTI, e óbitos.

“Os números de ontem são evidências de que, apesar de alguns sinais de que estamos caminhando na direção certa, ainda temos muito trabalho a fazer quando se trata de chegar ao ponto em que sentimos que temos as mãos e os braços em torno desse vírus”, disse Baker.

Em nenhum lugar isso é mais evidente, de acordo com uma autoridade de saúde pública, do que em Worcester e no centro de Massachusetts, onde os números são menos encorajadores do que as tendências gerais do estado.

Baker usou sua entrevista coletiva para destacar o importante papel que o monitoramento de contatos desempenhará na reabertura bem sucedida e segura da economia de Massachusetts. “É uma ligação. É uma conversa. Trata-se de obter ajuda para você e sua família”, disse Damon Chaplin, diretor de saúde pública da cidade de New Bedford.

A colaboração do monitoramento de contatos, que é uma parceria entre o Departamento de Saúde Pública, os conselhos locais de saúde e a Partners in Health, tem 1.600 pessoas fazendo ligações todos os dias para moradores do estado que tiveram alguma forma de contato próximo com pessoas contaminadas pelo COVID-19. O objetivo é ajudar a diminuir a contaminação pela doença.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

16 − 9 =