FDA expande dose de reforço da Pfizer para crianças a partir dos 12 anos

Marcony Almeida

VAX

Os Estados Unidos estão expandindo as doses de reforço da Pfizer contra o COVID-19 à medida que enfrenta o aumento do omicron, com a Food and Drug Administration (FDA) permitindo injeções extras da Pfizer para crianças a partir dos 12 anos.

As doses de reforço já são recomendadas para todos os maiores de 16 anos, e os reguladores federais decidiram, hoje, que elas também sejam garantidas para crianças de 12 a 15 anos, uma vez que passou tempo suficiente desde a última dose.

Mas a mudança, vinda com o retorno às aulas após as férias de Natal, não é a etapa final. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) deve emitir a decisão final sobre a recomendação dos reforços para os adolescentes. A diretora do CDC, Dra. Rochelle Walensky, deve anunciar a decisão até o final desta semana.

O FDA também informou que aqueles com 12 anos ou mais, e que são elegíveis para uma dose de reforço da Pfizer, podem obtê-la cinco meses após a última dose, em vez de seis meses.

O chefe de vacinas da FDA, Dr. Peter Marks, disse em um comunicado que a agência tomou a decisão porque um reforço “pode ​​ajudar a fornecer melhor proteção contra as variantes delta e omicron”, especialmente porque o omicron é “ligeiramente mais resistente” aos anticorpos induzidos pela vacina para ajudar a evitar infecções.

As vacinas ainda oferecem forte proteção contra doenças graves de qualquer tipo de COVID-19.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Leave a Reply

Your email address will not be published.