Estado tem cinco novos casos de lesões pulmonares por vaping

Marcony Almeida

vaping-crisis-feature

As autoridades estaduais de saúde relataram cinco novos casos de lesões pulmonares relacionadas ao vaping no Centro de Controle de Doenças (CDC, em inglês), ontem (30), dobrando o número total de casos relatados à agência federal de Massachusetts. Na semana passada, o governador Charlie Baker declarou uma emergência de saúde pública e proibiu a venda de todos os produtos de cigarros eletrônicos por quatro meses.

As ações ocorreram logo após a comissária de saúde pública, Monica Bharel, exigiu que os profissionais de saúde do estado relatassem qualquer lesão pulmonar inexplicável associada ao vaping. Dos 83 casos suspeitos relatados à Secretaria de Saúde, 51 ainda estão sendo investigados e 22 não atenderam à definição do CDC. Em todo o país, 805 casos confirmados e provavelmente de lesão pulmonar relacionada ao vaping foram relatados às autoridades.

Dois dos cinco novos casos relatados foram confirmados pelo governo do estado, e três são prováveis. Diferente da tendência nacional que registrou dois terços dos casos de lesão pulmonar relacionada ao vaping ocorrendo em homens, sete dos 10 casos relatados em Massachusetts foram diagnosticados em mulheres.

No estado, 80% dos casos também resultaram em hospitalização do paciente. Enquanto as autoridades de saúde ainda estão tentando identificar a causa da lesão pulmonar, a Secretaria relatou que o vaping de THC, o ingrediente psicoativo da maconha, foi relatado em cinco dos 10 casos, enquanto o vaping de THC e nicotina foi relatado em 40% dos casos. Apenas um paciente relatou vaping apenas por nicotina.

Termos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

3 × 4 =

Fechar Menu

No Banner to display