Estado distribuirá testes rápidos e gratuitos de COVID-19

Marcony Almeida

AGO

Cidades que representam mais da metade da população de Massachusetts começarão a receber testes COVID-19 rápidos e gratuitos, nesta semana, para distribuição aos residentes, como parte de uma nova estratégia que o governador Charlie Baker detalhou, hoje, para controlar a disseminação do vírus neste período de festas.

Baker disse que a partir de amanhã o estado começará a distribuir 2,1 milhões de testes rápidos em casa, adquiridos de um laboratório com sede na Califórnia, para 102 comunidades com as maiores porcentagens de famílias vivendo na pobreza. A esperança do governador é que as pessoas usem esses testes antes de se reunirem com amigos e familiares, especialmente em ambientes fechados, quando nem todos sabem o estado de vacinação de todos.

O governo também está trabalhando com os fabricantes em um acordo que permitiria a todos os municípios comprar testes a um preço fixo negociado pelo estado para distribuição aos residentes, disse Baker. O chefe do executive espera que o programa de compras comece a funcionar em janeiro.

A mudança ocorre depois que estados como New Hampshire tomaram medidas semelhantes para enviar testes rápidos de antígenos diretamente aos residentes, e a prefeita de Boston, Michelle Wu, anunciou na semana passada que enviaria 20.000 testes e máscaras gratuitas para bairros selecionados.

Nas últimas semanas, os casos de COVID-19 aumentaram e o estado foi forçado a tomar medidas para preservar a capacidade hospitalar, limitando procedimentos não-essenciais e proporcionando maior flexibilidade das proporções obrigatórias de equipe de enfermagem para paciente, e para a utilização de espaços hospitalares não tradicionais para leitos de cuidados intensivos.

O Departamento de Saúde Pública registrou 5.007 novos casos de COVID-19, na sexta-feira, e as hospitalizações pelo vírus subiram para 1.238. A taxa média de teste positivo em sete dias também subiu para mais de 5%, o nível mais alto desde 21 de janeiro.

A expansão do acesso a testes caseiros gratuitos ou baratos tem o potencial de aumentar drasticamente o volume de testes feitos por residentes em casa, mas o estado não disse se tem alguma estimativa de quantos testes rápidos em casa já estão sendo usados, ou quantos casos positivos detectados dessa forma estão sendo confirmados por meio de um teste de PCR.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Leave a Reply

Your email address will not be published.