Câmara vota e aprova impeachment de Donald Trump

Marcony Almeida

ago

Os parlamentares da Câmara votaram em impeachment do Presidente Trump, ontem (19), levando o chefe do executivo americano a entrar para a história como o terceiro Presidente americano a sofrer impeachment.

A medida desencadeia um julgamento para Trump no Senado, previsto para janeiro – em que a maioria dos republicanos provavelmente permitirá que ele retenha seu cargo. A votação foi de 230 a 197 no primeiro dos dois artigos de impeachment – abuso de poder. A Câmara aprovou o segundo artigo – obstrução do Congresso – com uma votação de 229 a 198. A votação foi amplamente na linha de partidos. Todo republicano se opôs ao impeachment. O único independente na Câmara, o deputado do Michigan Justin Amash, votou com os democratas.

Dois democratas da Câmara – o deputado Collin Peterson, de Minnesota, e o deputado Jeff Van Drew, de Nova Jersey – se opuseram ao artigo 1. Um terceiro democrata, o deputado Jared Golden, do Maine, juntou-se a Peterson e Van Drew para se opor ao artigo 2. A deputada democrata do Havaí, Tulsi Gabbard, que está concorrendo à presidência, votou presente nos dois artigos, ou seja, se absteve do voto. A votação na Câmara segue meses de debate dos democratas sobre o impeachment de Trump e investigações que aprofundaram a divisão política em todo o país.

As discussões se aceleraram em setembro, após a descoberta de que Trump queria que a Ucrânia conduzisse investigações que poderiam ajudá-lo nas eleições de 2020.

A Casa Branca congelou cerca de US$ 391 milhões em ajuda militar para a Ucrânia durante um período deste ano, mas depois liberou a verba. Os líderes da Ucrânia nunca concordaram em iniciar investigações que Trump queria nas eleições de 2016 contra a família do ex-vice-presidente Joe Biden.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

1 × 5 =