Quando o covarde finge ser homem

Nesse último fim de semana, mais uma brasileira foi vítima da violência doméstica nos Estados Unidos. Outro marido que mata a mulher bem próximo dos próprios filhos. Fico pensando no que dá na cabeça de um homem ao assassinar a própria esposa e mãe de seus filhos? Essa terceira vítima, só nesse ano, foi morta também à facadas no estado de New Hampshire, bem ao lado de Massachusetts onde as duas outras vítimas morreram.

Nathalia Paixão tinha apenas 35 anos, e deixa dois filhos de 10 e 13 anos que agora estão sob a custódia do estado. No Brasil, o número de feminicídios vem aumentando assustadoramente, e parece que os homens brasileiros vêm trazendo para a américa essa mesma “raiva” com eles. Se condenado pela morte da esposa, o brasileiro (que preferimos não mencionar seu nome) deverá, provavelmente, pegar prisão perpétua. E os filhos? Já pensou no trauma pro resto da vida nessas crianças?

Há, nesses momentos, uma revolta geral da comunidade, principalmente entre aqueles que trabalham ajudando vítimas de violência doméstica. As ONGs de ajudam a brasileiros em Massachusetts e estados vizinhos atestam que todas as semanas mulheres chegam em busca de ajuda contra maridos exploradores e agressivos.

Revolta, infelizmente, não adianta. A pergunta que todo homem (de verdade) precisa fazer é o que o leva a cometer um ato tão monstruoso? O casamento não deu certo? Tá com ciúme da esposa? Por que, então, não procurar uma vida diferente, caminhos diferentes, e viver livre? Bater ou matar a esposa não é de modo algum símbolo de homem, é atestado de assassino, é machismo, é ser covarde, mau caráter. O casamento não dá certo? Separa, busca outra vida, segue outro caminho.. pense nos filhos, na vida deles que pode acabar com qualquer ação impensada que você tomar!

Quanto as mulheres vítimas desses covardes, busque ajude, procure distância daquele que a agride. Busque ajuda na polícia ou em ONGs como a MAPS (www.maps-inc.org) e tantos outros lugares que podem ajudá-la. Não deixe que o pior lhe aconteça, sobreviva. A ajuda está aí para você!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved