Varejistas veem aumento de 6% nas vendas da temporada de férias

Marcony Almeida

BF

As vendas do setor de varejo em Massachusetts, normalmente, totalizam cerca de US$ 21,25 bilhões em novembro e dezembro, e os varejistas esperam um aumento significativo de 6% nas vendas deste ano em comparação com 2020.

A Retailers Association of Massachusetts (RAM) divulgou, esta semana, a previsão anual que marca uma redução do aumento de 9% nas vendas em 2020, e segue as projeções da National Retail Federation de um aumento de 8,5 a 10,5% nas vendas anuais no varejo nacionalmente.

Ainda assim, a taxa de crescimento de 6% seria a segunda maior da última década, e é apoiada pelos estoques do quarto trimestre que aumentaram 4,1% em relação a 2020, de acordo com uma pesquisa com membros da RAM. Os varejistas listaram a inflação, atrasos no estoque, e escassez de pessoal como os três principais desafios nesta temporada, de acordo com a pesquisa, e as lojas relataram que os custos da folha de pagamento para os membros aumentaram 6,7% em 2020.

As vendas de fim de ano respondem por uma média de 20% do consumo anual no varejo, de acordo com a RAM, que afirma que 60% de seus membros neste ano relatam que estão vendendo online, em comparação com 50% há um ano, e apenas 29% durante a temporada de férias de 2019.

“A aceleração das ofertas e vendas online por vendedores menores ficou aparente durante a crise da COVID”, disse o presidente da RAM, Jon Hurst. “As lojas trabalharam horas-extras para atender seus clientes onde e como eles queriam durante esses tempos desafiadores e envolventes”.

Enquanto as vendas online em todo o país devem chegar a 25% de todas as vendas no varejo, a RAM disse que as vendas pela Internet devem totalizar 5% do total de fim de ano em varejistas menores de Massachusetts.

Em uma tentativa de incentivar os consumidores a gastar seus orçamentos de férias localmente, o governador Charlie Baker se juntou a funcionários da RAM numa loja de sapatos e outra de música, em Needham, no início da semana, para lançar uma campanha de marketing pedindo que os consumidores escolham lojas locais.

“Grande parte da economia de Massachusetts depende de todos nós fazermos nossa parte, então precisamos comprar como se os empregos dependessem disso, porque dependem”, disse Baker em um comunicado. “Ao escolher lojas locais, você está sustentando empregos em sua comunidade”.

O setor de varejo emprega 600.000 pessoas em Massachusetts, de acordo com a RAM, o que representa 4.000 varejistas e restaurantes.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *