Turistas dos EUA continuarão sendo barrados na União Européia

Marcony Almeida

AGO

Os viajantes dos Estados Unidos continuarão sendo barrados da União Europeia quando o bloco de 26 países reabrir para algumas viagens ao exterior, amanhã. O anúncio oficial confirmou relatos circulando nas últimas semanas de que os turistas americanos não estarão entre pessoas de uma cobiçada lista de países permitidos a viajar para a Europa por causa da gravidade do surto de coronavírus no país.

Os Estados Unidos estão liderando o mundo em infecções e fatalidades oficialmente confirmadas, pois continuam vendo novos casos, hospitalizações e mortes em alguns estados. Quinze nações fizeram a lista com base em sua baixa contagem de coronavírus e no sucesso de seus esforços de contenção: Canadá, Argélia, Tunísia, Austrália, Nova Zelândia, Geórgia, Japão, Montenegro, Marrocos, Ruanda, Sérvia, Coréia do Sul, Tailândia e Uruguai. Além disso, os viajantes da China poderão entrar se Pequim retribuir, permitindo pessoas provenientes da União Européia.

A decisão, que será reconsiderada a cada duas semanas, não é vinculativa, embora exista uma pressão extrema nos países para seguí-la em uma frente europeia unida contra o vírus. Nenhum país votou contra a medida.

Muitos países europeus fecharam suas fronteiras externas em março, quando começaram a fechar internamente em meio ao surto do vírus. Nas últimas semanas, algumas nações européias começaram a permitir a entrada de viajantes da União Européia e de outros países selecionados.

Os Estados Unidos continuam impedindo viagens da União Européia e de outros países como China e Brasil, em resposta à pandemia.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

14 − 11 =