Boston volta a autorizar, provisoriamente, sacolas plásticas em lojas

Marcony Almeida

AGO (6)

O prefeito de Boston, Martin J. Walsh, anunciou, hoje, um decreto que irá isentar todos os estabelecimentos comerciais da lei de proibição de sacolas plásticas até o dia 30 de setembro. Esse período de transição permitirá que as lojas usem sacolas plásticas não renováveis que foram compradas durante a emergência. A taxa de cinco centavos por bolsa também não estará em vigor.

“Em março, suspendemos a proibição da cidade de sacolas plásticas e a taxa de 5 centavos por sacolas de papel, a fim de dar às lojas e aos clientes mais flexibilidade durante esse período difícil”, disse o prefeito Walsh. “Enquanto estendemos a suspensão para melhor atender às empresas e aos residentes, quero deixar claro que a Comissão de Saúde Pública de Boston e o Departamento de Saúde Pública do estado disseram que as sacolas reutilizáveis ​​são seguras e as pessoas devem se sentir à vontade para usá-las.”

Em 1º de outubro, as sacolas renováveis voltarão a ser comercializadas. Isso inclui a eliminação da maioria dos sacos plásticos de uso único e a exigência da taxa de cinco centavos. O decreto ainda permite que o governo conceda isenções para casos específicos. Os moradores de Boston agora podem usar sacolas reutilizáveis, se assim o desejarem.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

doze − nove =