Biden termina batidas de imigração no local de trabalho

Marcony Almeida

Special agents with Homeland Security Investigations, the investigative arm of U.S. Immigration and Customs Enforcement, lead a man away from Fresh Mark in Salem, Ohio, on Tuesday. The mass arrests were the result of the second such large-scale raid this month.

A administração Biden anunciou, ontem, que não realizará prisões em massa de trabalhadores que vivam no país ilegalmente durante as operações de fiscalização nas empresas, uma reversão das políticas da administração Trump e o mais recente sinal para milhões de imigrantes trabalhadores de que eles não são prioridades para deportação.

Conhecidas como “batidas no local de trabalho”, essas prisões são criticadas há muito tempo por defensores de imigrantes por espalharem o medo e dissuadirem os trabalhadores de denunciarem violações trabalhistas por medo de serem presos. Até o momento, essas batidas não têm acontecido durante o governo Biden.

Alejandro N. Mayorkas, Secretário de Segurança Interna, disse em um comunicado que os esforços de fiscalização nos locais de trabalho se concentrariam em “empregadores inescrupulosos que exploram trabalhadores não-autorizados, conduzem atividades ilegais ou impõem condições de trabalho inseguras”. Ele também pediu recomendações das agências de imigração do departamento nos próximos 60 dias para identificar políticas e acordos que afetaram a aplicação das leis trabalhistas, e como “aliviar ou mitigar” preocupações e temores que trabalhadores sem status legal tinham sobre empregadores exploradores.

A nova política surge durante uma escassez crítica de mão-de-obra nos Estados Unidos, precipitada pela pandemia do coronavírus, e oferece garantias de que os trabalhadores sem documentos não correm o risco de serem deportados em massa. A nova estratégia também reflete as promessas que o presidente Joe Biden fez sobre uma abordagem mais branda à política de imigração do que seu antecessor.

Algumas empresas que dependem desses trabalhadores pagam abaixo da taxa de mercado para empregos, explorando os imigrantes e reduzindo os concorrentes.

Os republicanos criticaram a nova política. “Isso torna nosso país MENOS SEGURO”, escreveu o Comitê Nacional Republicano, no Twitter.

Termos

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *