O presidente dos EUA, Donald Trump, elogiou o progresso nas relações de seu país com a Coreia do Norte depois que seu líder sugeriu uma reunião por meio de uma carta nesta quinta-feira (8) entregue por funcionários sul-coreanos em Washington.

No entanto, as sanções estendidas ao país asiático devem permanecer até que um acordo seja alcançado entre os países. O presidente rapidamente deixou suas impressões no Twitter:

​”Kim Jong Un falou sobre a desnuclearização com os representantes sul-coreanos, não apenas uma pausa. Além disso, em não realizar nenhum teste de mísseis pela Coreia do Norte durante esse período de tempo. Grandes progressos estão sendo feitos, mas as sanções permanecerão até chegar a um acordo. Reunião em planejamento!”, disse o presidente na rede social.

O assessor de segurança nacional da Coreia do Sul, Chung Eui-Yong, disse em um comunicado da Casa Branca que Trump concordou em se encontrar com Kim Jong Un em maio para conseguir uma desnuclearização permanente.

O líder norte-coreano também concordou em interromper os testes nucleares e entendeu que os exercícios militares entre os EUA e a Coreia do Sul perto da península coreana devem continuar, acrescentou Chung.

 

Por Flávio Perez
flavio@brazilianmagazine.net
Direto da Redação