Prefeitos dos EUA exigem que Trump reduza espera para cidadania americana

Marcony Almeida

Cerca de 50 prefeitos de grandes cidades dos Estados Unidos enviaram uma carta ao diretor do Serviço de Imigração e Cidadania dos Estados Unidos (USCIS, sigla em inglês), Lee Francis Cissna, exigindo que a agência reduza o atraso de mais de 753 mil solicitações pendentes de cidadania americana, e o tempo de processamento para até seis meses.

Alguns residentes permanentes legais (Green Card) estão aguardando até 20 meses para que seus pedidos de cidadania sejam processados. A organização nacional de defesa de imigrantes, National Partnership for New Americans (NPNA), que liderou a coalizão de prefeitos, disse em nota à imprensa que os imigrantes que solicitam a cidadania vieram ao país para melhorar suas vidas, viveram aqui e contribuíram para o país por muitos anos, e merecem participar da naturalização sem demora, processo que foi idealizado pelos fundadores dos Estados Unidos, consagrado na Constituição, e codificado em lei federal.

“Ao longo da história desta nação os imigrantes que pediram naturalização foram recebidos de braços abertos. Sob o governo Trump, o caminho para a cidadania tornou-se um processo inexplicavelmente complicado, com atrasos que só podem ser explicados como adequados ao projeto anti-imigrante do presidente Trump”, afirmou Angelica Salas, membro do Comitê Executivo da NPNA e Diretora Executiva da Coalizão para Tratamento Humano de Imigrantes em Los Angeles.

Desde janeiro de 2016, a lista de pedidos de cidadania aumentou mais de 93%. Apenas no último trimestre deste ano fiscal de 2018, o acúmulo aumentou em 23.952 petições, alcançando o atual acúmulo de 753.352 processos. No ritmo atual, o USCIS levaria mais de 25 anos para voltar ao nível de 380.639 pedidos de naturalização processados na administração de Obama em 2015, e isso se não houvessem novas petições.

A carta dos prefeitos, originalmente redigida antes dos dados mais recentes do USCIS mostrando aumentos ainda maiores nos pedidos em atraso, exige um plano abrangente e detalhado descrevendo como o USCIS atingirá a redução de pedidos em atraso, e um compromisso de compartilhar o plano com os prefeitos de todo o país. A carta também pede detalhes sobre as medidas anteriores tomadas pela agência para reduzir o atraso e uma análise de porque essas medidas falharam.

“Imigrantes que se tornam cidadãos naturalizados são membros valiosos de nossos bairros, e fizeram contribuições significativas para a nossa cidade e para fora do país. No entanto, uma enorme quantidade de pedidos de naturalização impediu que centenas de milhares de outros realizassem o mesmo sonho americano”, disse o prefeito de Chicago, Rahm Emanuel. “Hoje, eu me uno a colegas prefeitos de todo o país para pedir ao USCIS que concentre seus esforços para dar aos mais de 700 mil candidatos à espera de se tornarem cidadãos dos EUA uma resposta sobre seu futuro”.

Esses atrasos crescentes afetam desproporcionalmente certas cidades e seus escritórios regionais do USCIS. No final de março de 2018:

  • Nova York teve um acúmulo de 81.206 pedidos;
  • Houston teve uma reserva de 42.341 pedidos;
  • Dallas teve uma reserva de 38.094 pedidos;
  • São Francisco teve uma reserva de 27.481 pedidos;
  • Chicago teve uma reserva de 27.238 pedidos;
  • Newark teve um acúmulo de 26.146 pedidos;
  • Atlanta teve um acúmulo de 21.006 pedidos;
  • Baltimore teve uma reserva de 20.485 pedidos;
  • Seattle teve uma reserva de 18707 pedidos;
  • Miami teve uma reserva de 17,955 pedidos;
  • O condado de Los Angeles teve uma lista de pedidos não atendidos de 17.570;
  • A Filadélfia teve uma reserva de 17.336 pedidos;
  • St. Paul teve um acúmulo de 16.762 pedidos;
  • Los Angeles City tem uma reserva de 16.614 pedidos; e
  • O Distrito de Columbia teve uma reserva de 16.564 pedidos.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved