Melhor marcar 7 de outubro e 6 de novembro no seu calendário

Compartilhe:

Estamos há seis meses das eleições no Brasil e há sete meses das eleições nos Estados Unidos, e até o momento temos bem pouca informação sobre estes processos eleitorais, os candidatos e suas plataformas. No entanto, estas são duas das eleições mais importantes dos últimos anos. E nós brasileiras e brasileiros estamos em uma posição privilegiada porque muitos de nós podemos votar nos dois pleitos. E quem não pode votar, pode, com certeza, influenciar o voto.

Quando o consulado do Brasil se instalou aqui em 1993, na primeira eleição para Presidente em que fomos convocadas a votar, havia talvez mil e poucos eleitores alistados. Hoje somos mais de 30 mil so em Massachusetts. Certamente podemos mudar o resultado de uma eleição. Como cidadãos norte-americanos, talvez sejamos 12 ou 15 mil eleitores no estado. Também um número expressivo.

É provável que alguns de nós não tenha ainda entendido a dimensão exata do significado do voto e da importância de votarmos com responsabilidade. A minha geração, por exemplo, esperou quase 30 anos para votar porque quem ainda não era eleitora em 1960, data do último pleito direto antes do golpe militar de 1964, teve de esperar até 1989 quando o processo eleitoral foi restaurado no Brasil. Então eu acredito que para a minha geracão que ficou 30 anos sem poder votar, comparecer às urnas é não apenas um dever cívico mas um direito conquistado do qual não vamos abrir mão.

O mundo inteiro passa um momento político dramático, podemos estar às portas de uma terceira guerra mundial, de uma guerra nuclear. O voto é o instrumento mais eficiente que temos para mudarmos o status quo. Brasil e Estados Unidos vivem um momento conturbado e perigosíssimo. Quem está no poder nestes dois países não tem o decoro, a dignidade, a umbridade, nem a responssabiidade cívica e social de um estadista.  Os últimos meses são prova suficiente da falta de compromisso desses governantes.

O futuro está nas mãos do povo, somente o povo pode mudar o curso da história e isso é feito através do voto e da luta dos movimentos sociais. Ao contário das primeira e segunda guerras mundiais quando, com sorte, podia-se fugir para um país neutro, em uma Guerra nuclear nenhum abrigo subterrâneo nos protejará para a vida inteira.

Melhor marcar 7 de outubro e 6 de novembro no seu calendário.