Mais de 200 pessoas morrem vítimas do uso de drogas em Massachusetts

Marcony Almeida

Pelo menos 201 pessoas morreram de dose excessiva (overdose) de drogas em Massachusetts nos primeiros três meses desse ano, segundo o Departamento de Saúde Pública do estado (DPH, sigla em inglês). E o número de mortes pode chegar a 500, alertam as autoridades. Mesmo sendo considerados números alarmantes, o resultado mostra uma redução de 5% de óbitos quando comparado ao mesmo período do ano passado.

De acordo com o DPH, o maior causador de mortes é o medicamento sintético fentanyl, encontrado no corpo de 85% das vítimas, seguido de cocaína com 49%, e benzodiazepines com 38% dos óbitos. A divulgação do resultado mostra um quadro alarmante e de crise para as autoridades atualmente, principalmente quando o resultado é comparado com números desde 2000, quando 379 pessoas morreram no ano. No ano passado, por exemplo, esse número subiu para 2.016 óbitos confirmados pelo uso excessivo de drogas, um aumento de 430%.

Anualmente as mortes causadas por “overdose” vêm crescendo, passando a casa dos 1 mil por ano, desde 2014. Outro dado preocupante é que apesar da redução no número de mortes nesse trimestre, ainda há uma disparidade na questão racial. As fatalidades têm reduzido para pessoas brancas, e estabilizado entre os latinos, mas continuam aumentando entre os afro-americanos.

“Estamos progredindo na prevenção, mas continuamos a ver um aumento no número de acesso a tratamento e clínicas de recuperação”, disse num comunicado à imprensa a chefe do Departamento de Saúde Pública, Dra. Monica Bharel.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved