Legisladores negam proteção a imigrantes em Massachusetts

Marcony Almeida

Os legisladores de Massachusetts anunciaram, hoje, 18, o orçamento financeiro do estado para o ano fiscal de 2019, que começou no início desse mês, mas retiraram do texto o projeto aprovado pelos senadores estaduais que proibiria as polícias locais de questionar motoristas sobre o status imigratório e denunciá-los aos agentes de Imigração. Organizações pró-imigrantes, e deputados e senadores que apoiam a proposta, denunciaram a decisão dos líderes democratas na Assembleia como uma atitude “vergonhosa”.

“É uma vergonha e um dia triste para as famílias imigrantes do estado, principalmente nessa era de Donald Trump”, disse pelas mídias sociais o senador estadual, Jamie Eldridge. O projeto conhecido como Safe Communities Act foi aprovado pelo senado estadual, mas o presidente da Assembleia, deputado Robert DeLeo, democrata conservador da cidade de Winthrop, disse à imprensa que seria difícil aprovar o texto pelos deputados.

Como o projeto foi aprovado pelos senadores, e não pelos deputados, o texto foi para “audiência conciliatória” para definir as diferenças entre as duas casas. Hoje, a decisão final foi anunciada, e o Safe Communities Act está fora do texto final.

A diretora-executiva da Massachusetts Immigrant and Refugee Advocacy Coalition (MIRA), Eva Millona, divulgou nota condenando a decisão. “Estamos chocados”, disse Millona. “Quando democratas sucubem-se aos colegas conservadores e ao governador republicano, Charlie Baker, às custas de imigrantes com medo de ligar para a polícia e denunciar crimes e violência doméstica, é um dia vergonhoso para Massachusetts”, completou. “Mas não desistiremos. E continuaremos a lutar até que todo imigrante no estado possa viver em paz e sem medo”.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved