Hotel paga mais de US$ 62 mil, após violar leis trabalhistas

Marcony Almeida

the-springs-inn

O proprietário de um hotel na região de Berkshire, em Massachusetts, concordou em pagar mais de US$ 62 mil por supostamente fazer deduções ilegais dos contracheques de seus funcionários, e por não manter registros de folha de pagamento verdadeiros e precisos. O acordo com o escritório da Procuradoria Geral do estado resolve duas citações emitidas contra o  The Springs Inn, localizado em New Ashford, e o proprietário Arun D. Ankola, por não pagar salários em tempo hábil e por não manter registros. Cinco funcionários receberão restituição por deduções indevidas na folha de pagamento.

“Nossa investigação determinou que esse empregador tirou dinheiro dos salários dos funcionários, violando as leis estaduais sobre salários e horários”, disse a Procuradora Geral, Maura Healey. “Estamos felizes por poder devolver esse dinheiro aos trabalhadores que o receberam”. A Divisão de Relações Trabalhistas da Procuradoria iniciou uma investigação após receber uma queixa de um ex-funcionário que alegou ter trabalhado várias horas para as quais não foi compensado.

A investigação revelou que um ex-funcionário que vivia no local do hotel e era considerado seu gerente, recebendo por hora-trabalhada, tinha várias deduções impróprias retiradas de seu contra-cheque entre setembro de 2014 e julho de 2016, e que seu empregador não lhe forneceu um contrato de aluguel. A Lei do Salário Mínimo de Massachusetts só permite que os empregadores façam uma dedução de hospedagem se houver um contrato de locação por escrito e, se existir um contrato de locação por escrito, apenas até um determinado valor em dólar.

A Procuradoria também descobriu que quatro outros funcionários tinham aluguéis ou diversas deduções retiradas de seus salários. Os empregadores não podem fazer deduções de uma taxa de salário estabelecida, a menos que seja claramente autorizado por lei, como numa ordem judicial. Os empregadores também podem fazer deduções de folha de pagamento se forem autorizados pelo funcionário por escrito, e se as deduções forem do interesse do funcionário. Os US$ 62 mil serão usados ​​para pagar os trabalhadores, além de multas ao estado.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved