Exército americano começa a dispensar soldados imigrantes

Marcony Almeida

O “ataque” da administração de Donald Trump contra imigrantes chega agora às Forças Armadas americanas. Segundo a agência de notícias Associated Press, as forças armadas estão, em silêncio, dispensando soldados imigrantes que tinham ingressado para servir os Estados Unidos. E a ação atinge, também, brasileiros em Massachusetts.

“Era o meu sonho servir nas forças armadas”, disse à Associated Press o reservista brasileiro, Lucas Calixto, que entrou com processo na justiça contra o governo federal. “Desde que esse país tem sido tão bom para mim, eu pensei que eu poderia pelo menos retribuir para o país que me adotou servindo nas forças armadas dos Estados Unidos”, completou. Calixto foi desligado sem justificativa.

A agência de notícias não conseguiu resposta do Pentágono de quantos imigrantes já prontos para servir no exército ou marinha foram dispensados, mas segundo advogados de imigração os números já chegam a 40. A maioria dos soldados dispensados não conseguiram respostas do Pentágono sobre o motivo da decisão, e aqueles que pressionaram o governo por uma resposta foram informados que eles eram considerados “risco” por terem famílias em outros países, e outros porque a checagem sobre seus históricos de segurança não foram completados ainda.

O brasileiro Calixto, que mora em Massachusetts e veio para os EUA aos 12 anos, disse à Associated Press através de e-mail por seu advogado que ele decidiu ingressar no exército por patriotismo. No processo judicial, Calixto disse que ele foi informado da dispensa logo que havia sido promovido.

O alistamento militar é obrigatório nos Estados Unidos, independente de status imigratório, mas para ingressar oficialmente no exército, marinha ou aeronáutica é necessário estar legal no país. Aqueles que ingressam podem se tornar cidadãos americanos mais rápido do que outros imigrantes.

O Pentágono disse que não comenta em casos judiciais pendentes.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved