Departamento de Justiça proibe advogado Martin Liu de exercer a função

Marcony Almeida

Liu2

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos proibiu o advogado de Imigração de origem brasileira, Martin Liu, de exercer a função pelos próximos quatro anos, segundo comunicado do governo emitido dia 23 de agosto passado.

A decisão do Departamento escreve que em novembro de 2014, Liu recebeu ação disciplinar e foi declarado “administrativamente inelegível” para praticar juridicamente no estado de New Jersey. Ainda segundo o documento, mesmo sendo proibido de advogar naquele estado, Martin Liu deu entrada com pelo menos 13 petições de clientes no Departamento de Imigração, e indicou nos formulários que ele não tinha “nenhum problema” que o impedisse de representar legalmente um cliente.

A ação disciplinar contra o advogado alega também que de acordo com os arquivos da Imigração, existiam 3.691 processos impetrados pelo advogado no período de 17 de novembro de 2014 a 6 de junho de 2018, período que ele estava proibido de representar clientes.

A ordem de proibição de advogar perante a Imigração pelos próximos quatro anos, a partir de agosto passado, e em qualquer estado americano, foi emitida depois que Martin Liu ignorou o pedido do Departamento de Justiça para esclarecimento sobre as acusações. Liu é cidadão brasileiro, e representava clientes também em Massachusetts.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved