Democratas ganham controle da Câmara após conturbada eleição

Marcony Almeida

midterms

Os democratas tomaram o controle da Câmara enquanto os republicanos mantiveram a liderança no Senado na eleição nacional, ontem (6), em um referendo nacional sobre o presidente Trump, que atraiu um número recorde de eleitores às urnas e abriu as portas para uma supervisão mais rígida da Casa Branca nos próximos dois anos.

A dramática conclusão das urnas é um amplo repúdio de Trump desejado pelos democratas e pelo movimento de “resistência”, oposição às políticas do Presidente. Mas a aquisição do poder dos democratas na Câmara ainda significa mudanças sérias em Washington, enquanto o partido se prepara para bloquear a agenda de Trump e investigar suas finanças pessoais e potenciais laços com a Rússia.

“Graças a vocês, amanhã será um novo dia na américa”, disse a líder democrata da Câmara, Nancy Pelosi (Califórnia), que está pronta para retomar a presidência da casa, cargo que perdeu há oito anos. A vitória democrata, disse ela, “é sobre a restauração dos pesos e contrapesos da Constituição para a administração Trump”, bem como um cheque sobre os republicanos do Senado.

Algumas corridas importantes permaneceram incertas na manhã de hoje, incluindo as disputas do Senado no Arizona, Montana e Flórida, e a disputa entre governadores na Geórgia. Os democratas parecem estar em desvantagem em todos os quatro, embora o senador Bill Nelson (D-Fla) pediu recontagem dos votos.

Na Câmara dos Deputados, os democratas estão projetados para conseguir mais do que os 23 lugares necessários para conquistar a maioria de assentos da Casa contra os republicanos. As projeções indicam vitória de pelo menos 29 democratas a mais sobre deputados republicanos.

Termos

Compartilhe

P.O. Box 490543
Everett, MA 02149

Publicidade e Anúncio

© Copyright 2017 | Brazilian J. Magazine
All rights reserved