06/09/2015 - 20:05

Há formas de combater o estresse


Com a loucura do dia a dia, do  trânsito, afazeres, o tempo muito quente ou, dependendo da época, muito frio, contas e mais contas, podemos falar que praticamente  ninguém foge de viver estressado.

 

Exercícios fisicos e yoga ajudam a tentar equilibrar o nosso organismo, muitas vezes tão desgastado com tudo que está ao nosso redor. Fazer terapia, sair, descontrair, bater um bom papo, ligar para o Brasil e falar com os entes queridos são recursos que muitas pessoas usam, tentando driblar a vida estressante que levam.

 

Talvez você já saiba disso, mas como diz o refrão “saco vazio  não pára em pé”, a alimentação é necessária e extremamente importante para o ser humano. Uma nutrição adequada preserva as suas funções vitais. O homem consegue executar as suas atividades e aprimorar o seu sistema imunológico.

 

Existe  uma  variedade de alimentos nutritivos que também  nos ajudam a lidar com o estresse.

Entre  eles, podemos destacar alguns  vegetais de folhas, como o espinafre,  que é uma boa fonte de  magnésio. É  bom saber que aquela dor de cabeça  que te incomoda tanto  ou aquela fadiga podem estar  relacionadas com níveis  baixos  de magnésio. Então, vamos dar uma de “Popeye”, o marinheiro, e comer espinafre!

 

Na verdade, o espinafre, como  também outras folhas verdes, contém o folato (da familia da vitamina B), o qual aumenta a quantidade da dopamina, que por sua vez ajuda a você se sentir mais calmo. Outra boa noticia está relacionada com a nossa amadas  castanha do pará e castanha de cajú. A primeira é rica em selênio, e estudos mostram um  aumento no número de  casos de depressão, ansiedade e cansaço em pessoas com níveis de selênio baixo. Comer  algumas castanhas,  um par de vezes por semana, pode fazer a diferença  no seu estado de espírito!

E a de cajú, que por sinal eu adoro, naturalmente age na depressão leve e na ansiedade. Ela contêm o zinco, além de proteína e ômega 3.

 

E por aí vai…  Laranjas, salmão, as famosas “blueberries”, batatas, abacate, aveia, chocolate escuro e até a gema de ovo são importantes, agindo de diferentes maneiras para evitar, combater e recuperar a sua  vida de tanto estresse. Para acompanhar, nada melhor que o chá verde e preto. Beber chá verde é um jeito de aliviar a tensão, a ansiedade e acalmar os nervos. Este hábito já faz parte de muitas culturas e é uma maneira de socializar.

 

Um outro estudo, da University College of London,  mostrou  que os indivíduos  que tomaram chá preto por seis semanas  tiveram uma diminuição do nível de cortisol, o hormônio do estresse, no corpo. Eles ficaram bem mais relaxados após o uso do chá. Sem contar, que os chás verde e preto podem ser seus  aliados na luta contra a balança.

 

Resumindo, a prevenção e a nossa cura  podem ser encontradas diretamente na natureza, muitas vezes sem necessidade de lançarmos mão de medicamentos e de outros fármacos. É claro, que sempre é importante conversar com o seu médico se notares que o estresse está além da conta e que vem causando um  grande impacto na sua rotina e saúde. Algumas vezes, não  é somente o estresse, mas é ele apenas um coadjuvante numa situação muito mais complexa.

Porém, independente do caso, fique certo que tudo que entra pela boca de maneira correta, moderada e balanceada, acaba sendo  pontos a nosso favor, complementado qualquer tratamento que por acaso venhamos a fazer.

Abra o olho e comece desde já!  Não abuse, seja prudente, ensine a todos na sua familia e, por que não aos amigos? Coma bem, coma direito e desestresse!



COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

              



MAIS NOTÍCIAS