03/08/2017 - 10:43

Autoridades prendem 4 funcionários públicos acusados de propina em troca de carteira de motorista


Quatro funcionários da Registry of Motor Vehicles (RMV) foram presos, hoje, acusados de fazer parte de uma quadrilha que vendia documentos porto-riquenhos para indocumentados, em troca de carteira de motorista e identidade de Massachusetts. Evelyn Medina, 56, de Boston; Annette Gracia, 37, de Boston; Kimberly Jordan, 33, de Randolph; e David Brimage, 46, de Boston são acusados de fazer parte do esquema. Eles foram suspensos, até que a investigação seja concluída.

Segundo as autoridades policiais, os quatro funcionários recebiam dinheiro de Bivian Yohanny Brea, 41, e Rafael Bonano, 32, conhecido como "Flako". Segundo a investigação e denúncia, Bonano vendia registro de nascimento e número de seguro social de cidadãos de Porto Rico por $900 para Brea, que então vendia por $2 mil para imigrantes indocumentados, que usavam os documentos roubados para solicitar carteira de motorista. E os funcionários das Motors Vehicles sabiam de todo o esquema. Segundo a chefe da RMV, Erin Deveney, o órgão já suspendeu o documento dos imigrantes envolvidos no esquema, e continua com a investigação. 



COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA